Atendimento de Segunda
a Sexta das 9h as 19h
(46) 3536-7272
Rua Inês Pinzon, 553
Dois Vizinhos - PR
BLOG

O que é qualidade de vida?

Autor: Dr. Dib Mohamad Nabhan Jr,   Data Criação: sexta-feira, 11 de setembro de 2020    

Embora seja um conceito bastante abrangente e complexo de se explicar, qualidade de vida alcança não só o estado de saúde física como a condição psicológica, o desenvolvimento cultural, as relações sociais na escola, em casa e no trabalho e até mesmo com o ambiente.

O mais comum em sua classificação é associar qualidade de vida à bem-estar pessoal já que o seu conceito está diretamente ligado a autoestima.

  De acordo com a classificação da Organização Mundial da Saúde, qualidade de vida é “a percepção do indivíduo de sua inserção na vida, no contexto da cultura e sistemas de valores nos quais ele vive e em relação aos seus objetivos, expectativas, padrões e preocupações”.

Os ambientes que frequentamos e as instituições sociais que pertencemos também influenciam nesse contexto.

  • Qualidade de vida no trabalho

  Levando em consideração a relevância que o emprego tem na vida de cada pessoa, investir na qualidade do ambiente de trabalho é uma preocupação crescente das empresas atualmente. As produtividades das atividades desenvolvidas na empresa melhoram quando se tem um local organizado, afinidade com os colegas de trabalho e um bom ambiente para passar as horas recreativas.

  • Qualidade de vida no meio ambiente

 Tentar classificar a qualidade de vida de um ser humano só é possível perante a observação de que ele está inserido em algum meio ambiente, portanto, preservar se torna primordial. É necessário conservar o ar, a água, cultivar alimentos e elementos de essenciais a sobrevivência garantindo um equilíbrio ecológico e a sua sustentabilidade.

  • Estresse e qualidade de vida

 O estresse é um problema de saúde que gera vários impactos na qualidade de vida. As intensidades desses problemas variam de acordo com o nível de estresse de cada pessoa, com o motivo que deu origem e seus sintomas perceptivos

  • Qualidade de vida e saúde mental

 O mais completo estado de saúde físico e mental garantem boa parte da qualidade de vida e é mais simples do que parece. É necessário manter relações amorosas definitivas, boas amizades, não exigir muito de si mesmo, praticar o perdão, chorar quando necessário e amar sempre.

 

Fonte: www.saudebemestar.pt

  Tags: medicina saúde qualidadedevida  


O que é a Terapia Cognitivo-Comportamental e quais são os seus benefícios?

Autor: Psicóloga Luciana A. Gorenstein,   Data Criação: quarta-feira, 01 de julho de 2020    

A Terapia Cognitivo-Comportamental ou TCC é um dos tipos de terapia mais conhecidos, que auxilia o paciente a enfrentar os seus problemas por meio de uma mudança na forma de pensar e se comportar.

Nesse sentido, a TCC aborda várias técnicas que modificam o comportamento através da alteração das crenças (ideias e percepções que considera verdadeiras, mas que não estão de acordo com a realidade).

Isso ocorre porque a TCC defende que a origem dos comportamentos está na forma de pensar. Portanto, ao identificar a causa do comportamento incômodo, é possível aprender novas formas de interpretar essa experiência.

Quem pode fazer a TCC?

Qualquer pessoa pode! Seja como tratamento coadjuvante para a depressão, transtorno da ansiedade generalizada (TAG), estresse, fobias, dependência química, bem como dificuldades na vida profissional, acadêmica, amorosa e social.

Quais são os benefícios da TCC?

A Terapia Cognitivo-Comportamental carrega consigo vários benefícios como:

  • Participação ativa – Como foi comentado acima, o foco da abordagem é encontrar soluções para os problemas. Nesse sentido, o paciente e o terapeuta trabalham juntos, de forma ativa, buscando as melhores estratégias para lidar com a situação.
  • Trata a origem do problema – A TCC investiga as causas do problema, ou seja, o que motivou o paciente a agir e pensar daquela forma, buscando compreender sua mentalidade para definir as estratégias de mudança.
  • É objetiva – Como a TCC busca encontrar soluções para os problemas, visando a transformação do pensamento paralisante, o método cognitivo é mais objetivo e, dependendo do caso, pode ser de curto prazo.
  • Trata problemas pequenos até os mais graves – A TCC é indicada para tratar depressão, transtorno obsessivo-compulsivo (TOC), transtorno de ansiedade generalizada, transtornos alimentares, estresse traumas, entre outros. Além disso, a terapia também pode ter resultados positivos no tratamento de síndrome do pânico, transtornos da personalidade, abuso de substâncias, problemas interpessoais, raiva, esquizofrenia e transtorno bipolar.

Fonte: https://www.telavita.com.br | https://hipnoseinstitute.org

Foto: info

  Tags: #psicologia #terapia  


Aparelho ortodôntico: quais são os principais cuidados?

Autor: Dr. Robson Michael Tecchio,   Data Criação: terça-feira, 23 de junho de 2020    

O aparelho ortodôntico é uma das alternativas mais buscadas pelos pacientes que possuem uma assimetria no sorriso e desejam corrigi-la. Entretanto, para atingir bons resultados, é de extrema importância que as orientações quanto a higiene, ajustes e alimentação sejam seguidos a risco, independentemente se o aparelho for fixo ou móvel.

Confira os principais cuidados que o uso de aparelho ortodôntico exige!

  • Tenha atenção na hora da escovação – Se você usa aparelho fixo, opte por uma escova que possua cerdas macias e elevação central, pois isso irá garantir uma limpeza mais eficiente ao redor dos braquetes.

No caso dos aparelhos móveis, eles podem ser escovados com cerdas duras, desde que utilizadas adequadamente. Para os dentes, a escova de cerdas macias deve ser mantida.

  • Use o fio dental – Parece uma dica óbvia, mas muitos acabam deixando essa prática de lado e saiba que ela é de fundamental importância!

Para os aparelhos fixos, é recomendado o uso de um “passa fio”, que auxilia a entrada do fio dental entre os dentes e braquetes.

Além do fio dental, na finalização da higiene bucal, é essencial também fazer o bochecho com antisséptico, que limpam lugares onde nem a escova e fio dental alcançam.

  • Evite certos alimentos – Balas, chicletes, pirulitos e alimentos duros ou grudentos não são os melhores amigos dos aparelhos ortodônticos, então o melhor é evita-los.

Para quem usa aparelho fixo, frutas, carnes e vegetais devem ser cortados em pedaços pequenos para auxiliar na mastigação. Nesse sentido, evite morde-los inteiros, pois isso poderá danificar seu aparelho.

No caso de aparelhos móveis, eles devem ser retirados durante as refeições, devendo ser colocado novamente somente após a escovação.

  • Faça a manutenção – Além dos cuidados com a higiene e alimentação, não esqueça da manutenção periódica!

O acompanhamento deve ser realizado por um ortodontista, pelo menos uma vez ao mês. Faltar a uma consulta pode ser prejudicial, já que existem alguns cuidados que devem ser realizados mês a mês, somente pelo profissional. Além disso, em cada consulta, você receberá as orientações necessárias para o melhor andamento do tratamento.

  • Guarde o aparelho móvel em local adequado – Além de proteger seu aparelho móvel de danos, a caixinha é o local mais adequado para guarda-lo. E não esqueça de realizar a sua higienização frequentemente.

Agora que você já conhece os principais cuidados que se deve ter com o aparelho ortodôntico, tire suas dúvidas sobre o uso do fio dental e saiba mais sobre o assunto!

Fonte: https://sorridents.com.br

Foto: info

  Tags: #odontologia #aparelhoortodôntico  


© Copyright 2021 HARMONY
Todos os direitos reservados
Desenvolvido por
Grupo Mar Virtual